"Учебно-методический центр по гражданской
обороне, чрезвычайным ситуациям и пожарной
безопасности Приморского края"


Логин:
Ваш email:
Ваше имя:
Ваша фамилия:

Ou seja, não estamos preparados para atitudes inesperadas diante, por exemplo, de uma festa social, com alguém excedendo as normas “pré-vistas”. O mundo que se configurou desde a modernidade não é muito afeito ao inesperado. É claro que o ritmo e significados da vida moderna geram um psiquismo específico também. Podemos nos perguntar se o modo de vida moderno é um modo psiquicamente doente de se viver. A surpresa da loucura, da natureza, dos atentados deve ser controlada, vigiada, calada. O imprevisto gera sempre um desconforto, que deve ser causado pela surpresa do fato. No capítulo intitulado A natureza humana e a antropologia da neurose, Perls, Hefferline e Goodman (1997) fazem uma discussão bastante profícua – um tipo de sociologia histórica – sobre as origens das neuroses e sua relação com o meio. E não parece acaso biológico uma observação, a olho nu, que se tem do aumento de neuroses e determinados transtornos mentais: depressão, ansiedade, ansiedade generalizada, síndrome do pânico, compulsões e, até mesmo, psicoses.

Todos esses satélites operaram entre 300-850 km de altitude sobre a superfície terrestre. 1DVAR analysis of temperature and humidity using GPS radio occultation refractivity data.Journal of Geophysical Research: Atmospheres, v. 107, n. D20, p. ACL 14-1-ACL 14-20, 2002., Healy e Thépaut (2006)HEALY, S.B.; THÉPAUT, J.N. Quarterly Journal of the Royal Meteorological Society, v. 132, p. 605-623, 2006. If you have any concerns concerning where and how you can make use of Suggested Web site, you can contact us at our web site. , Healy (2007)HEALY, S.B. Observing earth’s atmosphere with radio occultation measurements using the Global Positioning System. A qualidade das medidas de RO tem sido avaliada ressaltando-se o impacto positivo na previsão e monitoramento do tempo e clima, assim como também a sua utilidade para pesquisas da ionosfera (e.g., Kursinski et al. Assimilation experiments with CHAMP GPS radio occultation measurements. Quarterly Journal of the Royal Meteorological Society, v. 133, n. July, p. 937-948, 2007., Aparicio e Deblonde (2008)APARICIO, J.M.; DEBLONDE, G. Impact of the assimilation of CHAMP refractivity profiles on environment Canada global forecasts. 1997)KURSINSKI, E.R.; HAJJ, G.; SCHOFIELD, J.T.; LINFIELD, R.P.; HARDY, K.R. Assimilating GPS radio occultation measurements with two-dimensional bending angle observation operators.

Esse experimento foi realizado tendo em vista reproduzir o cenário mais próximo de como é realizada a assimilação de dados no CPTEC/INPE. Nesse, não são incluídos os dados de refratividade do MetOp-B sendo chamado de controle (identificado com a sigla CTL). Weather and Forecasting, v. 25, n. 2, p. 749-767, 2010.). Apesar dessa altura de 30 km estar bem abaixo da altura limite do modelo MCGA, que nessa configuração é de aproximadamente 56 km, todos os dados de RO-GPS acima de 30 km foram rejeitados durante o procedimento de controle de qualidade dos mesmos. Vale destacar que particularmente a assimilação de perfis de refratividade, diferentemente da assimilação de ângulos de curvatura, não deve estender-se de forma confiável a alturas superiores a 30 km, pois as sondagens de refratividade são fortemente ponderadas com climatologia na alta estratosfera durante o processo de recuperação do dado (Cucurull, 2010CUCURULL, L. Improvement in the use of an operational constellation of GPS radio occultation receivers in weather forecasting. O segundo experimento foi idêntico ao experimento controle, com exceção de que foram adicionadas as observações de refratividade provenientes do satélite MetOp-B, o qual doravante será identificado com a sigla MTB.

Apesar disso tudo, não há como duvidar de que os acontecimentos se posicionam numa ordem sucessiva e que essa ordem tem uma direção. Físicos descrevem frequentemente a direção do tempo com a figura de uma seta que aponta para o futuro a partir do passado. O tempo, portanto, tem uma direção e esse fato impregna o Universo inteiro. Isso se comprovaria ao projetar-se de trás para a frente uma gravação desse episódio: teríamos a impressão de que o vaso voltou à sua forma original, algo que vai contra nossa ideia de causa e efeito. Apesar disso parecer óbvio, há mais de um século cientistas discutem qual o motivo desse alinhamento. Se não fosse assim, a ideia de causalidade, que determina que um fato acontece depois e como consequência de outro, não poderia existir. Por exemplo, quando se dispara um tiro contra um vaso de cerâmica e este se quebra em mil pedaços, não há dúvidas: o vaso ficou em pedaços depois de ter sido atingido pelo disparo. Visto a partir da causa, o efeito se encontra no futuro.

Há muito os cientistas sabem que dois conjuntos de células localizadas atrás das têmporas e conhecidas por núcleos supraquiasmáticos (NSQs) controlam as variações periódicas da pressão e temperatura do corpo, o estado de alerta ou sonolência, e mesmo de sono mediante o controle da glândula pineal, responsável pela secreção de melatonina, o hormônio do sono. Embora o relógio circadiano mantenha-se sincronizado com os estímulos periódicos externos como iluminação, horário de alimentação, temperatura ambiente e outros, esta sincronia está longe de ser imediata. A importância dos NSQs no controle do relógio circadiano é significativa, chegando os cientistas a localizarem ali o relógio circadiano nos primórdios dos estudos sobre este mecanismo de sincronismo corporal. Os NSQs recebem informação de células especiais localizadas nos olhos, sensíveis à iluminação média (e não imediata) do ambiente, entre outras. Ao fazermos uma viagem de avião entre duas cidades com longitudes e fusos horários muito diferentes, por exemplo, as sensações de cansaço, confusão e desorientação irão acompanhar-nos por dias ou mesmo semanas até que todos os relógios de todos os órgãos sincronizem-se novamente, cada qual ao seu ritmo, com os novos estímulos externos.